Antes de ser jornalista especializado, eu já fui um fã esbaforido. Um apaixonado por corridas de carros que frequentava arquibancadas e sonhava estar do lado de dentro do paddock. E quando a Indy passou a ter uma corrida no Rio de Janeiro, na segunda metade dos anos 1990, eu dei um jeito de realizar este sonho. Mas como fazer isso em uma credencial?

Neste segundo episódio da série #Memórias, no qual resgato momentos marcantes da minha vida de apaixonado pelo automobilismo e também da minha carreira nos autódromos, relembro a emoção de ver as provas da Indy – ou Fórmula Mundial, como era chamada na época – no extinto Autódromo de Jacarepaguá. E como a vontade de estar perto dos carros e dos pilotos me levou a entrar de penetra na festa da equipe Newman/Haas, além de dar um jeito de conhecer o paddock da categoria.

Alexander Grünwald veste:
RACING DRIVER
TS SPORTS 

O Fórmula Grün também está aqui:
Twitter
Instagram
Facebook

 

 

Artigo anteriorHighlives #14 | Reginaldo Leme lembra como conheceu Piquet e Senna
Próximo artigoHighlives #15 | Qual o futuro do GP do Brasil de Fórmula 1?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui