Nomes e números

Rapidinhas sobre o Mundial de Fórmula 1, analisando o tabelão:

-> Com 33 pontos, Felipe Massa abriu 10 de vantagem para Kimi Raikkonen. É o equivalente a uma vitória. Se mandar bem nas duas provas na América do Norte, o brasileiro vira primeiro piloto da equipe e ganha tranqüilidade para lutar pelo título.

-> Na briga dos construtores, a McLaren já tem 76 x 56. A diferença imposta à Ferrari é maior que uma dobradinha. Até o maior dos azares em Montreal ainda deixaria o time prateado no topo da tabela. Mas é bom lembrar que o placar de vitórias ainda aponta 3×2 para Maranello.

-> Com 30 x 16, a BMW vai empacotando a Renault. É quase o dobro da pontuação da atual bicampeã de pilotos e construtores. E o time bávaro está apenas em sua segunda temporada.

-> Só três times não pontuaram nestas cinco primeiras etapas de 2007: Toro Rosso, Spyker e Honda. Realmente, o aquecimento global está assando a batata dos japoneses…

Participe da discussão

2 comentários

  1. Essa aí eu nem tinha reparado. A Honda se nivelando com Spyker e Toro Rosso…
    O que faltou nesse GP foi uma chuva para dar alguma emoção. Essa foi a corrida mais chata dos últimos tempos, simplesmente não houve ultrapassagem e nem mesmo tentativa de ultrapassagem. As suspeitas apontam que o resultado teria sido manipulado por Ron Dennis, impossibilitando a primeira vitória de Lewis na categoria. Sei nãop, a McLaren está cada vez mais em pé de guerra.

  2. – Massa ainda deve colocar o Kimi em um lugar um pouco mais fundo em seu bolso, o finlandês gelado será CONgelado pelo brasileiro;

    – A McLaren não deve ser a equipe mais vitoriosa do ano e tampouco deve levar o título de pilotos (o que será que eu quis dizer? risos…) mesmo assim o título de construtores será tarefa fácil;

    – BMW e Renault é uma briga um pouco mais dura se a Renault mostrar que a melhora em Mônaco não foi “fogo de palha”. Como Mônaco não é o local ideal para se tirar conclusões, vamos aguardar um pouco mais;

    – Desses três times, acredito que Spyker e Toro Rosso devem demorar um pouquinho ainda para saírem do zero. Sobre a Honda eu me ponho em uma situação de obrigação moral de acreditar que irá sair dessa draga. Não digo brigar por vitórias, mas comumente nos pontos eu me obrigo a acreditar, não por ter um piloto brasileiro e sim pelo próprio nome Honda.

    Abração!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *