Olhe onde pisa!

Rafael Nadal, o Rei das Superfícies de 2007 / Foto: divulgaçãoE, na Batalha das Superfícies, deu Nadal. A idéia, sensacional, era unir os dois maiores tenistas da atualidade para um confronto em pisos diferentes. O espanhol Rafael Nadal, rei do saibro, atual campeão de Roland Garros, e o suíço Roger Federer, papa-tudo da grama, que não tem adversários em Wimbledon.

Na melhor de três sets, os jogadores tinham que alternar as superfícies. A troca de quadra acontecia a cada sentada, que é aquele espaço de tempo em que os tenistas descansam e a TV vai para o break. Em cada set, a primeira sentada acontece após o terceiro game e depois se repete a cada dois games. O engraçado, neste caso, é que os tenistas aproveitavam esse tempo para trocar de tênis. A alternância era necessária porque a grama é um piso mais rápido, ingrato para quem defende, enquanto que no saibro a bola quica e perde velocidade.

O jogo foi duro, parelho, e talvez por ser um amistoso – sem qualquer pressão para os jogadores – foi servido em grande estilo, recheado de lances sensacionais. A vitória de Nadal deve ser valorizada, é claro. Não há como negar que ele é uma fera no saibro, já tendo aplicado derrotas humilhantes ao número um do mundo. Mas as parciais 7-5 / 4-6 / 7-6 (com 12-10 no tie break!) mostram que a história poderia ter sido diferente.

Desafios como esse deveriam ser adotados em outras modalidades. Quem curte automobilismo pode acompanhar anualmente o Race of Champions, evento interessantíssimo que reúne na arena do Stade de France pilotos de monopostos (mistos e ovais), turismo, rali e motos em baterias eliminatórias.

Ainda assim, fica um gostinho de quero mais. A logística é inviável, até porque precisaríamos de uma viagem no tempo. Mas já imaginaram o que seria ver simultaneamente Ayrton Senna no molhado, Rick Mears num oval, Nelson Piquet numa pista de rua, Nigel Mansell num circuito de alta, Sébastien Loeb no cascalho, Stéphane Peterhansel na terra, Markku Alen no gelo, e por aí vai?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *