Domingo Espanhol

No Brasil, era dia das mães. Mas, pelo mundo afora, o domingo foi mesmo dos atletas espanhóis.

Na Motovelocidade, festa dupla no GP da China. Hector Barberá venceu nas 250cc e Daniel Pedrosa na MotoGP. No caso de Dani, sua primeira vitória na cetegoria, depois de apenas três corridas.

Os fãs da velocidade também festejaram a primeira vitória de Fernando Alonso em casa, para delírio de 130 mil pessoas presentes no autódromo da Catalunha.

Para completar o domingo vermelho e amarelo, o tenista Rafael Nadal bateu o suíço Roger Federer em mais de cinco horas de jogo, em uma virada espetacular. E conquistou, assim, o título de Masters Series de Roma, igualando também o recorde de vitórias consecutivas no saibro, com 53.

Longe de minha mãe e trabalhando por quase 14 horas consecutivas neste domingo, torcer por esta gente raçuda foi uma forma de catarse. Por isso que passei este mesmo domingo vestindo uma camisa com as cores e o nome da Espanha. Coincidência mesmo foi o número 4 estampado nas costas.

Pensando bem, está na hora de comprar uma do Brasil. E, claro, continuar a luta para ficar mais perto da família…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *