Mil rabiscos

Não foi fácil, confesso, escolher o tema do milésimo post deste blog. Afinal, em pouco mais de quatro anos, já falou-se de tudo um pouco por aqui. Por isso mesmo, decidi celebrar o momento com um assunto que atrai muito minha atenção, mas que jamais havia ganho um post: o universo do graffiti. A ideia de abordar a expressão […]

Estrelinhas

Existe gosto para tudo. E quando alguém resolve fazer uma tatuagem, a imaginação é que fala mais alto, seja nas figuras ou nas partes do corpo escolhidas. Na Bélgica, uma jovem de 18 anos supostamente pediu ao tatuador que fizesse três estrelinhas ao lado de seu olho esquerdo. Aí a moça adormeceu durante o serviço […]

Uma vez “Fra”mengo

Hoje estive no Clube de Regatas do Flamengo, na zona sul do Rio, com a equipe do SporTV. Fui registrar o treino da equipe e pegar umas sonoras do técnico Ney Franco e do dirigente Kléber Leite para o SporTV News. Vinte e quatro horas antes, o time saía de campo derrotado pelo Grêmio, um […]

Gentileza gera Gentileza

GENTILEZA GERA GENTILEZZA AMORRR PAZZ ENTRE OS HOMENS CRIADOR DO UNIVVVERSO JESUSSS AMORRR DE IRMÃO BONDADE GENTILEZZA AMORRR O texto exato eu não vou lembrar. Mas a sensação eu não esqueço. Ao ler alguma coisa parecida com o que está aí acima, viajei. Curti as letras, as cores, as mensagens. Cruzei as palavras mentalmente, sentindo […]

Ele continua ali

Dizem que no fim de um arco-íris tem um pote de ouro. Ontem eu olhei pela janela do carro e vi outro tesouro: o prédio do Jornal do Brasil. Que continua ali, mesmo sofrendo com o abandono e o vandalismo. Enquanto estiver de pé, guardará, em iguais proporções, marcos da história deste país e lembranças […]

Agora ou nunca

Há dez anos, eu era um recém formado publicitário. Trabalhava na agência de um amigo, atendia contas e ajudava na criação. Um belo dia, estava indo para uma reunião em Niterói quando me deparei com uma cena inusitada, embora não tão incomum. Uma bandinha, dessas de coreto, tocava em frente a uma farmácia. Era uma […]

Navalha no papo

Ir ao barbeiro é mesmo uma experiência antropológica. Hoje pela manhã eu fui aparar a sempre indomável juba; cheguei com sono, encostei na cadeira e deixei o português tricolor (nunca vi isso, o cara não é vascaíno!) fazer o serviço de sempre. Minha idéia era passar os próximos minutos pensando na vida, nos projetos, enfim. […]

Calendário alternativo

Terça-feira, dia 2 de maio, 23hs. O feriadão de primeiro de maio caiu numa segunda, um ótimo jeito de começar a semana. Volto para casa depois de um dia cheio, e me deparo com uma cena dantesca a uns cem metros da minha porta: dois mendigos, um de pé, outro deitado na calçada, discutem comicamente […]