Anúncios velozes: Peugeot 405, 1995

No começo de 1995, a primeira temporada completa da Fórmula 1 sem Ayrton Senna, as esperanças da torcida brasileira recaíram sobre o jovem e promissor Rubens Barrichello, que iniciava na ocasião apenas o seu terceiro ano na categoria. Mesmo em uma equipe média, a Jordan, o piloto de 22 anos tinha a expectativa de conquistar bons resultados com um carro que, apesar do orçamento limitado, havia feito boas apresentações em 1994. Um cenário que se desenhava favorável, especialmente com a chegada da Peugeot como fornecedora de motores. Após muitas quebras, a união entre o time irlandês e a montadora francesa acabou não gerando os frutos desejados naquele ano. No entanto, a parceria rendeu um filme publicitário bastante oportuno, no qual o competidor falava sobre seu novo carro. Mas não exatamente aquele…

Todos os domingos o Fórmula Grün publica peças publicitárias dedicadas ou relacionadas ao esporte a motor, seja em formato impresso, em áudio ou vídeo. Caso tenha alguma sugestão que queira ver publicada neste espaço, envie o material em anexo ou em link para alex@formulagrun.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *