Emoção em duas rodas

Tinha que ser ele… Na última volta – ou melhor, na última curva – Valentino Rossi ultrapassou o companheiro de equipe Jorge Lorenzo, que corria impulsionado pela torcida e venceu o GP da Catalunha, no último domingo.

Valentino Rossi à frente do companheiro de Yamaha, Jorge Lorenzo, durante a etapa da Catalunha da MotoGP 2009 / Foto: Motorsport.com - Crédito: Bridgestone Press
A dobradinha da Yamaha, com o ‘Doutor’ à frente, prova que o italiano continua como o homem a ser batido. E que não há, definitivamente, categoria de ponta do esporte a motor que tenha competitividade como a da MotoGP. Não apenas por ter, após seis etapas, três pilotos empatados na liderança, cada um com 106 pontos. Mas por proporcionar aos telespectadores lances como o deste domingo.

Só que, ara desespero dos rivais, Valentino Rossi – do alto de sua genialidade – ainda tem muita lenha para queimar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *